NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO E ACOLHIMENTO ÀS FAMÍLIAS ENLUTADAS

tratamento-de-familia-em-luto-na-zona-oeste

SOBRE O NAFE – NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO ÀS FAMÍLIAS ENLUTADAS

Embora as perdas, a morte e o luto façam parte de nossas vidas desde que nascemos nossa atual sociedade não permite que haja muito “tempo e espaço” para que cada um viva suas perdas e, portanto, as elabore.

Todas as perdas, seja por morte ou em vida (reais ou simbólicas), dão início ao processo de luto e, quando este não é permitido, há grande chance de adoecimento do núcleo familiar no qual elas ocorreram. As perdas geram uma crise sistêmica. Seja a família como um todo, seja individualmente, há que propor um espaço para a elaboração do luto.

Além das chamadas “mortes naturais” (decorrentes do envelhecimento), há as mortes por doenças (quando é possível, antecipadamente, viver o luto) e as mortes repentinas – em geral, violentas. São os homicídios, acidentes, catástrofes, suicídios (estes, crescendo assustadoramente). E muitas outras formas de morte social…

NO QUE TANGE O SUICÍDIO É PRECISO RESSALTAR QUE POR SUA NATUREZA DRAMÁTICA E TRAUMÁTICA HÁ UMA CHANCE GRANDE DE COMPLICAÇÕES NO PROCESSO DE LUTO.

Vale, portanto, destacar a necessidade de um acompanhamento aos familiares e redes sociais mais próximas.

Assim, fica clara a necessidade de um Núcleo de Acompanhamento e Acolhimento às Famílias Enlutadas.

 

OBJETIVO

  • Oferecer um serviço de acolhimento às famílias e/ou indivíduos enlutados
  • Por meio deste acolhimento inicial, fazer uma avaliação que permita identificar se o luto está seguindo um processo não complicado ou se há características de processo complicado (luto crônico, inibido).

 

NOSSOS SERVIÇOS

A. Na sede do CEFATEF
Uma vez identificado o tipo de luto, poderão ser oferecidas as seguintes modalidades de atendimento:

  • Acolhimento breve individual
  • Acolhimento em família
  • Acolhimento em grupos (com critérios muito bem definidos para sua formação)

B. CONSULTORIA

  • Em escolas
  • Em empresas
  • Em hospitais
  • Em instituições de outra natureza

C. CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO

  • Em escolas
  • Em Empresas
  • Em hospitais

Capacitar e formar profissionais que estejam aptos a um primeiro acolhimento em situações de perdas, morte e luto. Esta capacitação ocorre por meio de um CURSO DE EXTENSÃO o qual pode ocorrer no CEFATEF ou ser levado para fora dos muros da instituição.

 

COORDENADORA DE NÚCLEO

Ingrid Esslinger

  • Psicóloga.
  • Psicoterapeuta com formação em Psicodinâmica Psicanalítica, Terapia Familiar, Terapia de Casais e Cuidados Paliativos.
  • Mestre e doutora em Psicologia pela USP com ênfase nos processos de adoecimento/morte e luto.
  • Integrou a equipe fundadora do Laboratório de Estudos da USP, onde participou de vários projetos.
  • Integra a equipe do Comitê de Bioética do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, desde sua formação em 2007.
  • Autora de livros e artigos na área.